Incêndio no Funchal reduzido a duas frentes activas

0

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERANo Funchal, onde um incêndio lavra há mais de 24 horas, a situação era mais calma na manhã deste sábado. A protecção civil da Madeira confirmou ao PÚBLICO que ainda existem duas frentes activas: uma no lado oeste da ilha, na zona de Santo António, e outra na parte este, na zona do Monte, onde tem havido alguns reacendimentos.

O presidente do Serviço Regional de Protecção Civil, Luís Néri, indicou que está a ser feita uma avaliação do combate às chamas registadas durante a noite, sendo que esta manhã o incêndio lavra com duas frentes. No terreno estão cerca de 80 bombeiros, apoiados por elementos da polícia, militares e equipas médicas. “Conseguimos trocar de equipas durante a noite mantendo os mesmos efectivos”, explicou o responsável ao PÚBLICO

Devido à concentração de fumos e por medida de segurança foi decidido evacuar o Hospital dos Marmeleiros. Os doentes foram transferidos para o quartel do Exército. “A maior parte ficou alojada nas instalações que o Exército fez o favor de disponibilizar, cerca de 150 doentes”, explicou Francisco Jardim Ramos, secretário dos Assuntos Sociais da Madeira, citado pela Lusa.

Francisco Jardim Ramos adiantou que 49 doentes, “os mais problemáticos”, foram transferidos para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, afiançando que todos “estão a ser acompanhados por médicos e enfermeiros” e que o seu regresso deverá ocorrer ao longo da manhã deste sábado.

“A operação decorreu dentro da normalidade possível numa situação destas, mas sobretudo primando pela segurança dos utentes”, explicou.

O responsável adiantou ainda que outras 17 pessoas, desalojadas de casas particulares, foram instaladas em residenciais na cidade do Funchal pelos serviços da Segurança Social.

O governante adiantou que 17 utentes do Lar de Santa Isabel foram transferidos para o Lar da Bela Vista, mas “estão em segurança sem nenhum problema”.

incêndio começou às 02h30 de sexta-feira, na freguesia do Monte, e destruiu alguns anexos e palheiros, além de mato e área florestal, tendo-se agravado ao início da tarde desse dia, passando para as zonas altas da freguesia de São Roque e também para Santo António, onde surgiram novos focos. A situação levou a Câmara a ativar o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil às 18h de sexta-feira.

Seis fogos activos em Portugal Continental

Desde a meia-noite de hoje a Autoridade Nacional da Protecção Civil registou 45 incêndios, seis deles ainda em curso. Os mais significativos encontram-se em Aldeia Viçosa, na Guarda, numa zona de mato de difícil acesso que mobilizava às 7h de hoje 180 operacionais. Em Lamas de Orelhão, no concelho de Mirandela, 146 bombeiros e 41 veículos operacionais combatem um incêndio com uma frente.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a temperatura deve descer um pouco no fim-de-semana em Portugal continental, mas deverá manter-se elevada até dia 24, em especial no interior, prevendo, para os dias 20 e 21, máximas superiores a 35ºC, na generalidade do território, podendo, no interior do Alentejo, ultrapassar os 40ºC.
Para domingo, o céu deverá estar pouco nublado e espera-se uma “ligeira subida da temperatura”.

FONTE: Publico

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.