Incêndio “fora de controlo”. Casas ameaçadas pelas chamas em Miranda do Corvo

0

_MG_3732Estão mais de 200 operacionais, com 67 veículos e cinco meios aéreos a combater este incêndio. Autarca afirma que algumas construções já foram atingidas.

O incêndio que deflagrou hoje, pelas 16:19, na zona de Semide, concelho de Miranda do Corvo, está a progredir com intensidade e “ameaça algumas casas”, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra.

As chamas tiveram origem em povoamento florestal, perto de Vale de Colmeias, na freguesia de Semide, concelho de Miranda do Corvo, distrito de Coimbra, lavrando com forte intensidade pelas 18:15, adiantou a mesma fonte.

O incêndio está “fora de controlo”, segundo disse à Lusa, pelas 19:00, o presidente da Câmara daquela vila, Miguel Baptista.

“Já há arrecadações, dependências anexas [de habitações] e armazéns agrícolas” dispersos que foram atingidos pelo fogo, acrescentou o autarca, adiantando que o as chamas estão a avançar em direção a Miranda do Corvo e Lousã.

O incêndio já alastrou ao concelho da Lousã, na região de Pousafoles (freguesia das Gândaras), constatou a agência Lusa no local, onde há alfaias agrícolas destruídas pelas chamas, que também estão a atingir viveiros de plantas, sobretudo árvores, atividade a que se dedicam vários habitantes dos concelhos de Miranda do Corvo e da Lousã.

De acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, o fogo era combatido às 18:45 por 252 operacionais, auxiliados por 67 veículos e cinco meios aéreos, mas pelas 19:00 eram aguardados reforços, designadamente mais dois meios aéreos”, disse o presidente da Câmara de Miranda do Corvo.

DN




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.