Incêndio em Óbidos mobilizou cerca de 200 bombeiros

0

heliTrês incêndios em área de eucaliptal no concelho de Óbidos, numa zona entre o Vau e o Bom Sucesso, mobilizaram cerca de 200 bombeiros, 55 veículos e dois helicópteros, no passado domingo.

O primeiro fogo deflagrou ainda antes da hora de almoço na zona de Saibrais, a mesma onde já tinha lavrado um incêndio na passada quinta-feira. Num curto espaço de tempo, até cerca das 14h00, deflagraram mais duas frentes, no Casal das Arroteias e no Casal do Ameal, todas separadas por cerca de dois quilómetros.
Na frente das Arroteias, foram mobilizadas 40 viaturas e 140 bombeiros. Na do Ameal mais 15 viaturas e 51 bombeiros. As equipas tiveram ainda ajuda de dois meios aéreos – um helicóptero da Protecção Civil e outro da Afocelca.
O calor intenso que se fez sentir e a dificuldade de acessos para chegar às frentes de fogo foram as principais dificuldades no combate às chamas. Mesmo assim, os incêndios foram extintos até ao fim da tarde do mesmo dia. Na frente do Casal das Arroteias ardeu uma área de 12 hectares de eucaliptal e no Casal do Ameal cerca de 7,7 hectares. O fogo não chegou a ameaçar quaisquer habitações.
Fonte dos Bombeiros de Óbidos disse à Gazeta das Caldas que, apesar de não terem sido encontrados quaisquer indícios de mão criminosa, tudo aponta para que seja essa a origem dos incêndios. Até porque naquela região as ignições têm sido uma constante desde o mês de Julho, nas freguesias da Amoreira e Olho Marinho.
A mesma fonte adiantou ainda que, pelos mesmos motivos, a GNR estará já a reforçar o patrulhamento da zona.

(Fonte: Gazeta das Caldas)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).