Incêndio em Data Center da Samsung provoca falhas em serviços

0

Num mundo cada vez mais dependente de serviços online, em que até o mais comum dos electrodomésticos começa a estar ligado à cloud e a integrar serviços Web, uma simples falha de serviço deixa algumas pessoas em alvoroço.

Ontem ocorreu um incêndio num Data Center da Samsung que originou falhas nalguns serviços dessa empresa, algumas delas ainda sentidas hoje.

samsung-sds-incendio_01

O incêndio ocorreu na cidade de Gwacheon (Coreia do Sul), por volta das 6h00 locais, e deixou milhares de utilizadores de Smartphones e televisores Smart TV sem acesso aos serviços “Smart Hub” assim como também a alguns websites da Samsung (como por exemplo o www.samsung.com).

O incêndio demorou várias horas até ficar controlado e os serviços só foram restabelecidos por volta das 10:30 do mesmo dia.

Veja o vídeo do incêndio:

Segundo um comunicado oficial no blog Samsung SDS, este incêndio terá tido como origem de ignição uma falha e presumível curto-circuito no sistema de UPS daquele Data Center. Os técnicos desligaram alguns dos servidores e começaram de imediato a migrar os dados para outro Data Center, tentado desta forma garantir a integridade dos dados existentes.

Segundo as últimas informações disponíveis, todos os serviços foram repostos e a perda de dados foi mínima ou praticamente inexistente. Existem diversos tipos de sistemas de combate a incêndios em Data Centers, sendo o mais comum o uso de gases inertes (normalmente o Inergen ou o Novec que vieram substituir o Halon pelo facto deste último ser altamente nocivo à camada do ozono). As salas são ocupadas na totalidade por esse gás, substituindo assim o ar e respectivo oxigénio lá existentes, extinguindo assim o incêndio através do “abafamento” e da supressão (não do combustível mas do comburente).

Além do sistema de gases inertes, o edifício está munido também dos típicos extintores (normalmente de CO2, para acção directa do homem) e detectores para que os alarmes fossem actuados, permitindo assim alertar imediatamente os bombeiros e o pessoal técnico.

Abaixo, está um exemplo típico.

ksj1368428573-600x450

FONTE – PPLWARE

 

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.