Incêndio consome pilhas de biomassa em fábrica de celulose na Figueira da Foz

0

Incêndio entrou já em fase de resolução. No local encontram-se ainda 37 operacionais dada a natureza do material em combustão.

incêndio que deflagrou durante a tarde na fábrica de celulose Celbi, arredores da Figueira da Foz, entrou em fase de resolução, adiantou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra.

O alarme foi dado às 15h42 e o incêndio entrou em fase de resolução às 17h19, mas dada a natureza do material em combustão, duas pilhas de biomassa, ainda se encontram no local 37 operacionais e 14 viaturas.

“Como são montes de biomassa, têm de ser mexidos, para não reacenderem”, informa a mesma fonte.

Às instalações da fábrica de celulose deslocaram-se bombeiros das corporações da Figueira da Foz (sapadores e voluntários), Condeixa e Sor, além de terem estado envolvidos no combate às chamas meios próprios da Celulose Beira Industrial (Celbi).

As pilhas de biomassa são constituídas por matéria orgânica, de origem vegetal, utilizada na produção de energia e por isso facilmente inflamável.

Localizada desde 1965 na Leirosa, a Celbi dedica-se ao fabrico e comercialização de pasta de papel de fibra curta, a partir de madeira de eucalipto, e à produção de energia elétrica pelo método de cogeração.

Fonte: Correio da Manha

About author

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt