Incêndio a cem metros de povoação

0

A povoação do Pico, na freguesia de Serpins, Lousã, viveu esta tarde um momento de aflição quando o incêndio, que lavra há cinco horas, esteve a cerca de 100 metros das habitações, mas a situação já acalmou.

“O que nos valeu foi um tanque de abastecimento no meio da floresta que a junta [de freguesia] construiu e que permitiu aos helicópteros fazerem abastecimento de cinco em cinco minutos”, disse à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Serpins, João Pereira.

O autarca elogiou o trabalho dos bombeiros que se concentraram em grande número junto à povoação para travar a progressão das chamas.
João Pereira criticou a falta de limpeza das matas e defendeu “medidas drásticas” para acabar com este tipo de situações. “As pessoas não limpam nada na floresta e depois deparamo-nos com mato da altura das árvores”, lamentou.

Segundo João Pereira, as pessoas limpam apenas em redor das casas, e “pouco”.
O incêndio, que começou pouco depois das 15h00, está a ser combatido por 391 operacionais, incluindo 331 bombeiros, auxiliados por 96 viaturas e cinco meios aéreos, de acordo com a Autoridade Nacional da Protecção Civil.
A população do Pico também tem estado a ajudar no combate às chamas.

FONTE: CM

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.