Governo reforça Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais até ao final de outubro

0
Face às previsões meteorológicas para a segunda quinzena de outubro disponibilizadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o Ministério da Administração Interna decidiu reforçar, até ao final do mês de outubro, o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais.
Assim, até 31 de outubro, o dispositivo terrestre será reforçado com mais 624 bombeiros. Cerca de 500 militares do GIPS da GNR serão empenhados em ações de vigilância e fiscalização.
Relativamente aos meios aéreos, vão manter-se disponíveis 10 helicópteros ligeiros em regime de locação, 3 helicópteros ligeiros propriedade do Estado, 6 aviões anfíbios médios e 3 helicópteros pesados.
Foi ainda decidido o incremento das ações de vigilância e fiscalização por parte da GNR e da PSP nas suas áreas de competência e o reforço da vigilância móvel terrestre, com base no empenhamento de patrulhas das Forças Armadas, sobretudo nas áreas mais sensíveis e vulneráveis.
No âmbito da Rede Nacional de Postos de Vigia, mantêm-se em funcionamento até ao dia 6 de novembro os postos da rede primária.
Este reforço do dispositivo é concretizado de acordo com a flexibilidade operacional prevista na Diretiva Operacional n.º 2 – DECIR.



Sobre quem enviou a noticia

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 18 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.