Governo da Madeira já investiu 250 milhões na segurança

0

(Foto de Jorge Freitas Sousa)

Governo regional da Madeira destaca os investimentos do PO SEUR na segurança e prevenção.

Depois do 20 de Fevereiro de 2010, uma data constantemente lembrada por todos os agentes de Protecção Civil da Madeira, o governo regional tem apostado no aumento dos níveis de segurança dos seus cidadãos e Miguel Albuquerque destacou, ontem, na visita à exposição do dia da Protecção Civil, na Avenida do Mar, no Funchal, que já investiu, sobretudo ao abrigo do PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, mais de 250 milhões de euros em projectos relacionados com segurança e protecção civil.

Aquela exposição, informa o dnoticias.pt, “apresentou os vários meios disponíveis e exemplos das acções desenvolvidas pelas várias entidades que integram a Protecção Civil regional”.

O presidente do governo regional visitou a exposição acompanhado pelo Chefe Estado-Maior das Forças Armadas, almirante Silva Ribeiro.

Durante a visita, Miguel Albuquerque destacou o papel central da educação neste sector e, devido a essa importância, mais de 1.500 crianças visitaram a exposição. Referiu o presidente do Governo regional que “Neste momento estamos dotados dos melhores meios e de todas as forças de intervenção, mas também de grandes investimentos que têm sido feitos nesta área, inclusivamente na área tecnológica, nomeadamente os drones que são uma aposta para avançar em sítios de difícil acesso. Tem havido investimentos muito avultados nesta área, não só em equipamentos mas também em infra-estruturas que já ultrapassou os 250 milhões de euros”.

Já o Almirante Silva Ribeiro considera que “o dispositivo das Forças Armadas, na Madeira, é aquele que é considerado adequado para o desempenho das nossas missões. Lembro que a primeira missão é a defesa militar da República, todavia as Forças Armadas defendem os portugueses e nesse contexto têm um papel, como têm revelado nesta Região Autónoma, de potenciar os órgãos de Protecção Civil no combate às consequências das tragédias que lamentavelmente têm ocorrido aqui”.

A exposição de meios, refere o mesmo diário online, “registou uma grande afluência, com destaque para as demonstrações das unidades cinotécnicas da PSP e da GNR, e para as simulações de salvamentos com equipas de resgate de montanha e de socorro no mar”.




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).