Fogo prescrito ajudou a dominar incêndio na Covilhã

0

(Foto tirada por Rui Brito – 30 de julho de 2020)

O incêndio que durante o dia de ontem ameaçou a aldeia de Sobral de São Miguel, no concelho da Covilhã, foi dominado com a ajuda preciosa das acções de Fogo Prescrito, no âmbito do programa Defesa da Floresta Contra Incêndios (DFCI), realizadas durante o Inverno.

Trabalha-se no Inverno para se descansar no Verão!

Não foi exactamente assim, mas a frase anterior ajudará a perceber um pouco o trabalho que foi efectuado durante o Inverno e durante a noite de ontem e madrugada de hoje no concelho da Covilhã.

No incêndio de Sobral de São Miguel as principais preocupações dos operacionais diziam respeito à falta de áreas de actuação que assegurassem um combate efectivo ao incêndio e ao mesmo tempo não colocassem em risco a segurança dos homens e mulheres que tentavam controlar o incêndio. Daí a existência de um grande número de meios aéreos desde o momento da ignição.

As boas notícias chegaram com o nascer do dia, com a indicação de que o incêndio estava já em fase de resolução. Apesar dessa indicação, os trabalhos continuam, pois há ainda uma imensa área repleta de pontos quentes e de zonas que ainda ardem. Aparentemente, tudo dentro da zona da queimada.

No local continuam ainda a trabalhar 518 operacionais (de várias forças), 155 viaturas e 13 meios aéreos, que durante a noite surpreenderam os habitantes locais ao conseguir controlar um incêndio que prometia longos dias de combate.

 

Fogo Prescrito

O segredo para o combate eficaz durante a noite de ontem teve a ajuda de várias dezenas de operacionais que há alguns meses atrás (entre Dezembro e Março) queimaram várias parcelas naquela zona. Esse trabalho permitiu agora uma ancoragem exemplar do incêndio e algum “descanso” para o dispositivo que trabalha para suprimir a totalidade do incêndio.

Durante a realização dos trabalhos de fogo controlado, foram muitas as críticas dos habitantes locais aos trabalhos que estavam a ser efectuados. Espera-se que, agora, possa ser entendida a importância destas acções para a defesa integral da floresta das serras da Estrela e do Açor.

Vejam as imagens:

 

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda. Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).