Fim-de-semana tímido ao nível do risco de incêndio

0

Calor tímido na primeira semana de Agosto. Previsões do IPMA apontam para a ocorrência de chuva este sábado e da possibilidade de trovoada.

dia 2Os últimos dias de Julho têm sido nublados e com temperaturas amenas e o mês de Agosto vai ter uma primeira semana de algum calor mas moderado. Para quem inicia agora as férias, as zonas do país mais quentes vão ser o Alentejo e o Algarve durante a próxima semana, com os termómetros a oscilar entre os 30º e os 35º Celsius.

As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) apontam para céu pouco a muito nublado este fim-de-semana em quase todo o país, com a ocorrência de chuva fraca esperada para sábado. Nas regiões a Norte, o IPMA indica que há a possibilidade de haver mesmo trovoada.

No domingo, o sol vai ganhando espaço, preparando a subida, ainda que ligeira, das temperaturas nos primeiros dias da semana seguinte. Do Norte e Sul de Portugal continental, os termómetros vão subir no Alentejo, com Évora e Beja a registarem 28º e 29º respectivamente. No resto do território, as temperaturas vão andar entre os 21º (Porto) e os 26º (Faro, Lisboa e Bragança).

A primeira semana de Agosto começa com as temperaturas a aumentar cerca de dois graus em média, como o Algarve e o Alentejo a apresentarem temperaturas próximas dos 30º. Até quarta-feira, o calor vai se fazendo sentir cada vez, atingindo já máximas de 35º nos distritos de Beja e Évora, de 31º em Faro e de 27º em Lisboa e Porto.

Quinta, sexta e sábado há uma nova descida de temperatura mas ligeira, de cerca de dois graus, para voltar a subir no domingo, 10 de Agosto, para o Alentejo e Algarve (32º) e zona do Porto (28º). Em Lisboa, as máximas não vão descolar dos 25º.

O IPMA alerta, por outro lado, que este sábado apenas o concelho de Monchique, no distrito de Faro, apresenta risco muito elevado de incêndio, baixando o risco de incêndio que o país apresentou nos últimos dias.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil registou na sexta-feira 55 incêndios, que mobilizaram 1616 bombeiros e 427 veículos.

(Fonte: Público/ Bombeiros.pt)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).