Espanhóis arrasam política portuguesa de combate ao fogo

0

“Não é aceitável que em pleno século XXI, num país da União Europeia um incêndio florestal cause um número de vítimas tão elevado”. A acusação está impressa no editorial desta segunda-feira do El Mundo, um dos mais influentes jornais de Espanha.

O diário lembra que a Polícia Judiciária apontou fenómenos climatéricos para a origem do incêndio, mas refere igualmente que as autoridades nacionais “mobilizaram mais de 700 efetivos” o que demonstrou ser “insuficiente para controlar, delimitar um perímetro e, finalmente, extinguir um incêndio de proporções devastadoras”.

O editorialista do El Mundo – cujo site é também o mais visto em língua espanhola – denuncia a “alarmante falta de recursos do Estado luso para fazer frente aos incêndios florestais” e lembra a crise que afeta Portugal.

A situação económica não explica, segundo o jornal, que tenhamos chegado até ao fogo de Pedrógão Grande e lembra os antecedentes de anos anteriores. “O que mostra este terrível episódio”, conclui o periódico, “é que, no dia de hoje, Portugal não está preparado para fazer frente ao fogo”.

CM

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.