Esforço dos Bombeiros de Aljezur e de voluntários não conseguiu salvar uma baleia-anã

0

(Foto: BV Aljezur)

Um trabalho conjunto entre voluntários de várias nacionalidades e os Bombeiros Voluntários de Aljezur não foi suficiente para conseguir salvar a vida a uma baleia-anã que tinha dado à costa no dia 17, ferida, na Praia da Amoreira (Aljezur).

Apesar de num primeiro momento, como revela o jornal Sul Informação, a baleia ter sido devolvida ao mar, durante o domingo (dia 18) acabou por dar à costa já morta.

Segundo relatos dos bombeiros que prestaram apoio a esta ocorrência, “o animal apresentava muitos ferimentos”, sendo difícil a sua sobrevivência.

«Embora os ferimentos não fossem profundos, é provável que tenha lesões internas e, com o mar que estava, não é fácil sobreviver», tinha comentado João Duarte na sua página de Facebook.

Revela o Sul Informação que o comandante das operações de socorro (COS) foi Mário Costa, comandante dos Bombeiros de Aljezur, que descreveu a operação: «Fizemos o que nos foi possível, numa primeira ação com ajuda de seis voluntários de várias nacionalidades que lá acorreram e depois apenas nós, cinco bombeiros, com a noção de que outras entidades eventualmente mais vocacionadas poderiam ter pelo menos pisado o areal…».

Os bombeiros foram alertados às 14h00 de sábado, embora o animal tenha sido avistado pela primeira vez por volta do meio dia. Apesar da zona ser da jurisdição da Polícia Marítima, e se situar em pleno Parque Natural, nenhum elemento dessas entidades se apresentou na praia para colaborar na operação. Isto apesar de testemunhas oculares terem dito ao nosso jornal que viram um veículo todo-o-terreno da PM em ambos os lados da margem. João Duarte, porém, recusou comentar a ausência daquelas entidades.

 



Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).