Época de incêndios: 2015 foi pior do que 2014

0

incendio-incendios-fogos-fogo-bombeirosÁrea ardida triplicou face ao ano passado. A Polícia Judiciária deteve, até ao momento, 52 alegados incendiários.

O balanço da época de incêndios de 2015 é marcado pelo número 60 mil – o triplo da que ardeu em 2014. O número de fogos duplicou, passando a marca dos 15 mil.

Olhando para os valores médios dos últimos 10 anos, os resultados são favoráveis. A área ardida em 2015 está 37% abaixo da média e o número de ocorrência é inferior em 12% inferior.

No balanço do ano, há o registo da morte de um bombeiro e de mais de uma centena de bombeiros feridos.

No plano da investigação criminal, a Polícia Judiciária deteve, até ao momento, 52 alegados incendiários, um dos números mais elevados dos últimos anos.

A época mais crítica de incêndios termina esta quarta-feira com 10.614 ocorrências.

Os dados registados durante a fase “Charlie” – de 1 de Julho até 30 de Setembro – foram obtidos pelo somatório das ocorrências registadas nos meses de Julho, Agosto e Setembro (até dia 29), disponíveis na página da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) na internet.

Durante esta fase estiveram operacionais 2.234 equipas das diferentes forças envolvidas, 9.721 operacionais e 2.050 veículos, além dos 236 postos de vigia da responsabilidade da GNR, segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF). Foram definidos 49 meios aéreos, mas a fase crítica de fogos arrancou com 45, uma vez que o dispositivo não contava com os quatro helicópteros Kamov da frota do Estado que estavam inoperacionais.

Fonte: Rádio Renascença

 




Sobre quem enviou a noticia

Paulo Reis

Paulo Reis

É Natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 18 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde atualmente, apresenta o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe É na atualidade responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem da corporação e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com.