Emergência açoriana em foco

0

faial açores O secretário regional da Saúde dos Açores disse que o ministro da Administração Interna garantiu que o atendimento do número nacional de emergência 112 não sofrerá constrangimentos no arquipélago por razões economicistas.

Luís Cabral esteve em Lisboa para se reunir com o ministro Miguel Macedo por causa de questões ligadas à proteção civil no arquipélago.

Luís Cabral disse aos jornalistas que transmitiu a Miguel Macedo que “tinham sido reportadas falhas” no atendimento do 112 no arquipélago, “alegadamente por insuficiência de pessoal”.

“O ministro mostrou, através de relatórios, que o atendimento tem sido constante e que as situações pontuais, a terem existido, serão resolvidas e que não há uma política, no fundo, de diminuição de recursos, mas sim de manutenção de recursos”, referiu o secretário regional.

Além do número de emergência nacional, Luís Cabral abordou com Miguel Macedo a articulação entre a Autoridade Nacional de Proteção Civil e o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, “para tentar discutir pontos de melhor funcionamento e a componente de formação”.

“Nomeadamente, naquilo que o registo nacional de bombeiros, a que até agora os bombeiros açorianos não tinham acesso. O ministro acedeu a que pudesse ser feito exatamente da mesma forma do que na Região Autónoma da Madeira”, afirmou Luís Cabral.

(Fonte: Lusa)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).