Drones “incendiários” na Califórnia

0

Os bombeiros aéreos mobilizados para apagar um grande incêndio em San Bernardino County, na passada sexta-feira, foram forçados a abandonar as suas cargas e pousar as aeronaves sem poder prestar o auxílio devido. Sabe porquê?

Imagine-se que na zona do fogo, vários proprietários de drones decidiram lançar os mesmos para filmar a área afectada pelo fogo. Resultado: os pilotos dos bombeiros viram os seus aparelhos ameaçados e foram obrigado a abandonar o local.

Drones ameaçam bombeiros

 

Os bombeiros aéreos foram obrigados a aterrar as aeronaves (helicópteros e aviões de combate aos fogos) pelo facto de na zona do tremendo incêndio que destruía várias viaturas na autoestrada Interstate 15, na passada sexta-feira, voarem 5 drones que filmavam a zona e colocavam em perigo as aeronaves dos bombeiros.

Drones ameaçam bombeiros

Estes dispositivos não estavam ao serviço de nada útil, eram um passatempo de 5 indivíduos que se lembraram de sobrevoar a zona circundante do incêndio. Os bombeiros esperaram 20 minutos para que os drones deixassem o local para que os helicópteros e aviões pudessem fazer os voos de descarga da água. Mas os esforços foram em vão. Os drones não abandonaram o local, iam e vinham sem libertar o espaço aéreo.

pplware_cartaz_anti_drone

Os drones são problemáticos para as aeronaves?

Sem dúvida. Estes dispositivos voadores são considerados perigosos para as aeronaves pois podem causar danos nas mesmas e colocar em perigo tanto os pilotos como as pessoas no solo.

Estas declarações foram deixadas por John Miller, responsável do Serviço De Florestas do EU, à NBC Los Angeles:

Podem matar os nossos bombeiros no ar. Eles podem atacar com uma dessas coisas e atirar abaixo as nossas aeronaves, matando os bombeiros no ar. É um assunto sério para nós. Não é só uma séria ameaça à vida para nossos bombeiros no ar, mas quando olhamos para os veículos que foram invadidos pelo fogo, foi definitivamente uma ameaça à segurança da vida para os motoristas na Interstate 15.

Embora tenha sido uma tarde assustadora e os danos materiais elevados, não há registo de feridos entre os condutores das viaturas. Os visados conseguiram escapar dos veículos antes que as chamas os consumissem. O problema que está a preocupar as autoridades é que isto pode ter consequências graves, ao ponto de numa outra situação haver feridos e mortos por falta de auxílio atempado, tudo porque há drones a vaguear em zonas de acção dos meios aéreos.

Estes drones estão já na mira das autoridades, pois esta não é a primeira vez que drones têm dificultado os esforços no combate a incêndios: alguns drones foram também visto noutro incêndio na Califórnia, em Junho. Este incidente apelidado de “North Fire” devorou ​​3.500 hectares de terra, cerca de cinco casas e 20 dos 75 ou mais veículos abandonados no local, isto tudo em pouco mais de 4 horas. As autoridades estão agora atrás das pessoas que estão por trás destes cinco drones. Podem provocar mortes se não forem parados, dizem as autoridades californianas.

(Fonte: pplware/nbc los angeles)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).