Dois dos bombeiros feridos no incêndio de Castro Verde estão em estado crítico

0

Fogo só foi dominado durante a madrugada desta terça-feira.

O incêndio no concelho de Castro Verde, no distrito de Beja, foi dominado, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Castro Verde. “O incêndio foi dominado às 02:22. Vamos agora fazer o rescaldo e ficar em vigilância, porque é uma área muito grande”, adiantou Vítor Silva. O incêndio feriu cinco bombeiros, que sofreram queimaduras no combate às chamas, dois dos quais ficaram em estado crítico.

Um dos operacionais, de 40 anos, é considerado ferido grave, com queimaduras de 2.º e 3.º grau em 95% do corpo, incluindo as vias aéreas. Um outro bombeiro, de 29 anos, tem queimaduras em 50% do corpo. Os dois estão em estado crítico e foram helitransportados pelo INEM, um para o Hospital de Santa Maria e o outro para o Hospital de São José.

Os restantes sofreram ferimentos considerados ligeiros. Pertencem às corporações de Cuba, Castro Verde e Ferreira do Alentejo, confirmou ao Correio da Manhã fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Beja.
O pastor que costumava trabalhar na zona onde deflagrou o incêndio, em Castro Verde, já foi contactado e encontrava-se em segurança, na sua casa. O paradeiro do homem foi confirmado pelas autoridades por volta das 20h30, disse ao CM o CDOS de Beja.

Cerca das 23:00 de segunda-feira, o incêndio chegou a mobilizar 165 operacionais, com o apoio de 60 veículos. Durante a tarde estiveram também envolvidos três meios aéreos no combate ao incêndio.

A Estrada Nacional 2 foi cortada ao trânsito entre Castro Verde e a localidade de Carregueiro e o Itinerário Principal 2 entre a povoação de Entradas e Castro Verde, tendo ambos já reaberto ao trânsito, indicou fonte da GNR. O alerta foi dado às 17:07, tendo o fogo de “grandes dimensões” em áreas de mato e seara deflagrado em Lagoa da Mó, perto de Casével, concelho de Castro Verde, referiu o Comando Distrital de Operações de Socorro de Beja.

Fonte: Correio da Manha

About author

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt