Doente de Casa de Saúde morre afogado

0

barcelosO homem de 51 anos estava a nadar no rio Cávado quando deixou de ser visto pelos pescadores. O corpo deste utente da Casa de Saúde São José, em Areias de Vilar, Barcelos, foi resgatado ao final do dia.

Forte corrente, cansaço ou indigestão são as três principais causas apontadas por quem bem conhece as águas do Cávado. A vítima tinha sido vista a entrar no rio, em Areias de Vilar, e a nadar até à freguesia de Manhente, perto da quinta do barco. “Foi visto a sair do rio e depois a entrar e a começar a nadar contra a corrente”, contou uma fonte ao JN.

Alguns pescadores cruzaram-se com o utente e ainda lhe disseram para nadar junto de uma das margens, pouco depois deixaram de o ver. “Foi visto a ir ao fundo e a voltar. Dali a pouco já ninguém o viu mais”, explicou o adjunto do comando dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, José Simões. Foram os pescadores que acabaram por alertar os bombeiros.

Os primeiros meios a chegar ao local foram um carro de comando e uma ambulância que se colocaram em cada uma das margens. “Enquanto a equipa de mergulho se preparava, os homens no terreno procuravam não perder o corpo de vista”, acrescentou José Simões.

A vítima, que se encontrava apenas de roupa interior, estava a cerca de seis metros da margem, de barriga para baixo. A equipa de mergulho fez o resgate e foram iniciadas manobras de reanimação. O alerta foi lado às 15.43 horas e as manobras interrompidas às 16.43 horas, por ordem da equipa médica da VMER de Barcelos, que também foi chamada ao local.

Na roupa que a vítima tinha deixado na margem, em Areias de Vilar, não havia nenhuma documentação, contudo, alguns enfermeiros da instituição acabaram por identificar o cadáver. A Polícia Judiciária está a investigar a circunstâncias da morte. O corpo foi transportado para a morgue do Hospital de Barcelos.

Fonte: Jornal de Noticias




Sobre quem enviou a noticia

Paulo Reis

Paulo Reis

É Natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 18 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde atualmente, apresenta o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Bombeiro de 1ª. É na atualidade responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem da corporação e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com.