Dificuldades financeiras e salários em atraso nos Bombeiros Voluntários de Leixões

0

bombeiros formaturaA direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Leixões confirmou hoje o “péssimo estado financeiro” da instituição, situação que já se arrasta há anos mas agravada com os cortes públicos, havendo já salários em atraso aos trabalhadores.

 

Contactado pela agência Lusa, o presidente da direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Leixões, Aires Aleixo, explicou que a corporação tem uma dívida de cerca de 300 mil euros e que a situação financeira “é de tal forma complexa que resolvê-la é um verdadeiro quebra-cabeças”.

 

“A associação está num péssimo estado financeiro, que foi agravado pelos cortes em termos de financiamento público”, explicou o presidente da direção desde agosto de 2011, que acrescentou que há dívidas a fornecedores desde 2007.

 

FONTE: Agência Lusa

 

 

About author

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.