Criança salva avó de morrer queimada

0
(Fonte: CM)

(Fonte: CM)

Martim, de 11 anos, arrastou familiar que estava inconsciente para o exterior da casa. Menino pegou em várias bacias de água e apagou sozinho as chamas.

Quando viu a avó caída no chão da sala, ontem à noite, Martim, de apenas 11 anos, só pensou que a tinha de salvar a todo o custo. Foi buscar forças que desconhecia e arrastou a mulher, de 73 anos, para o exterior da casa, em Guifões, Matosinhos. Entrou depois novamente na moradia e apagou o fogo, que destruía já grande parte da sala. Martim Gomes e a avó, Maria Carvalho, foram encaminhados para o Hospital de São João, no Porto, devido à inalação de fumo. “A avó decidiu acender a lareira e, como não estava a conseguir, atirou álcool. As chamas tornaram-se enormes e ela desmaiou. O fogo alastrou-se ao pinheiro de Natal e o menino viu que tinha de fazer algo ou podia acontecer uma tragédia”, contou ao CM Joaquina Carvalho, sobrinha da idosa e prima de Martim. O incêndio deflagrou por volta das 20h15. Os pais de Martim estavam a trabalhar e o menino estava em casa apenas com Maria Carvalho. “Quando ele viu que a avó estava a salvo, voltou à casa, encheu algumas bacias de água e conseguiu sozinho apagar as chamas”, explicou Joaquina. O ato de coragem do pequeno Martim deixou os familiares comovidos. Dizem que o menino é um verdadeiro herói. “Não era qualquer pessoa que tinha a coragem que ele teve. E ainda por cima trata-se de uma criança”, acrescentou a mesma testemunha. O menino ligou depois a familiares. A moradia sofreu alguns danos devido ao intenso fumo. No local do incêndio estiveram os bombeiros de Leixões e Leça do Balio, bem como a PSP de Custoias.

(Fonte: Correio da Manhã)

 




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.