CMF investe 33 mil euros no quartel dos bombeiros

0

Os Bombeiros Municipais do Funchal receberam, neste Natal, uma prenda especial. Depois de mostrarem o seu descontentamento com a degradação geral do quartel, alegando que este espaço não oferece as mínimas condições para trabalhar, foram presenteados pela Câmara Municipal do Funchal que, já no início deste ano, irá realizar uma obra geral de beneficiação no quartel.

Este investimento que ronda os 33 mil euros prevê a renovação de uma camarata, das instalações sanitárias masculinas e da rede de esgotos do balneário feminino, a beneficiação de espaços comuns em corredores e a montagem e colocação de cacifos e bancos nos balneários e camaratas masculinas. Alguns problemas que já haviam sido reportados ao DIÁRIO por membros da corporação em Novembro do ano passado.

Domingos Rodrigues, vereador com o pelouro da Protecção Civil, explicou que “este é mais um investimento claro num quartel que não foi renovado durante mais de 20 anos e uma aposta no reforço das condições dos bombeiros, o que o executivo camarário em funções já declarou ser uma prioridade imediata”.

Tal como referiu ao nosso jornal em Novembro, o vereador afirmou que a manutenção do quartel dos Bombeiros Municipais do Funchal irá ser feita por prioridades e que “esta é apenas a primeira intervenção prevista para 2017, além do já anunciado reforço de meios de combate, a nível de equipamentos e veículos, e da abertura da Escola de Bombeiros”.

“Este executivo já por diversas vezes garantiu melhoramentos na infraestrutura, nomeadamente na camarata das ambulâncias, de forma a garantir as condições de uso destes espaços, desde a substituição de pavimentos, arranjo dos chuveiros e instalações sanitárias. O sistema de água quente foi outro dos problemas resolvidos, sendo que a solução anteriormente instalada apresentava problemas de concepção e gastos superiores aos necessários para aquelas que eram as necessidades. Por iniciativa da actual vereação, foi assim resolvido um problema crónico que transitava da anterior gestão da CMF”, sublinhou.

E reiterou que tem sido feita uma gestão “competente e razoável” dos recursos existentes e que o investimento a fazer implica sempre ‘timing’ e opções.

“Esta beneficiação substancial do quartel é, simplesmente, o resultado natural da duplicação da verba para o investimento, que se tornou possível este ano, devido à exemplar gestão financeira deste executivo”, concluiu.

DNoticias.pt




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.