Cinco helicópteros kamov de combate a incêndios estão parados

0

kamovOs cincos helicópteros kamov, estão parados devido ao processo de transferência para a empresa que ganhou o concurso público de operação e manutenção dos aparelhos. O presidente da Liga de Bombeiros responsabiliza a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) adianta à TSF que o processo de transferência para a empresa Everjets, que ganhou o concurso público de operação e manutenção dos aparelhos para os próximos quatro anos, prevê que seja feita uma verificação técnica dos helicópteros.
A Autoridade Nacional de Proteção Civil prevê que os cinco kamov estejam operacionais a partir de dia 1 de julho, início da fase Charlie, a fase mais crítica dos incêndios.

Fonte da ANPC garante que estão a ser feitos esforços para que a curto prazo seja possível que dois ou três kamov estejam a funcionar, integrados no dispositivo especial de combate aos incêndios. Atualmente, o dispositivo de combate a incêndios florestais conta com seis helicópteros ligeiros, situados na Guarda, Castelo Branco, Monchique, Aveiro, Braga e Porto, indica a ANPC.

Contactado pela TSF, o presidente da Liga de Bombeiros, Jaime Marta Soares, considera lamentável a paragem dos helicópteros pesados para combate aos incêndios e responsabiliza a Autoridade Nacional de Proteção Civil pela situação.

A Everjets é responsável pela operação e manutenção dos helicópteros Kamov do Estado, nos próximos quatro anos, depois de ter vencido o concurso público de valor superior a 46 milhões de euros, tendo a ANPC assinado o contrato com esta empresa, no início de fevereiro.

Além da operação e manutenção dos seis helicópteros kamov, a Everjets é também responsável pelos trabalhadores da Empresa de Meios Aéreos (EMA), que foi extinta no final de outubro do ano passado.

TSF

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.