Chuva parou mas diversas estradas continuam submersas

0

inundaçõesA chuva persistente que caiu nos últimos dias no distrito de Santarém mantém diversas estradas submersas, e com interdição total ou parcial de circulação rodoviária, situação que se deve à saturação dos terrenos, segundo os bombeiros.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém disse à agência Lusa que as normais condições de circulação devem começar a ser retomadas ao final do dia de hoje, com o abrandamento da pluviosidade, um processo que afirmou ser lento devido à saturação dos terrenos, que não facilita o escoamento das águas.

Dois dias depois das chuvas intensas e persistentes que assolaram o distrito de Santarém, mantém-se cortada ao trânsito a estrada entre Tapada e Alpiarça, devido à submersão da via.

A Estrada Nacional (EN) 3-2, entre Vale de Santarém e Porto de Muge (concelho do Cartaxo), está com trânsito condicionado devido ao acumular das águas pluviais e à formação de lençóis de água.

A circulação também se está a processar de modo condicionado na EN 368-1, entre Alpiarça e Vale de Cavalos.

A fonte do CDOS disse ainda que diversas estradas regionais (ER) continuam hoje cortadas ao trânsito, com as águas a impedirem a circulação na ER, de ligação do Moinho de Vento à estrada do Varão, na ER A-2, que faz a ligação da EN 114 à EN 118, e na ligação da EN 114 a Benfica do Ribatejo, todas em Almeirim.

Noticias ao Minuto

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.