Choque em cadeia no IP3 faz quatro feridos ligeiros

0

penacovaUm choque em cadeia, ontem de manhã, no IP3, na zona de Penacova, provocou quatro feridos ligeiros, entre os quais uma criança de 12 anos.

O acidente deu-se pela manhã, cerca das 8h30, numa altura de elevado tráfego na via, no sentido Viseu-Coimbra. No choque, segundo informações do comandante dos Bombeiros Voluntários de Penacova, António Simões, estiveram envolvidas sete viaturas ligeiras e as causas estão ainda por apurar.

Os feridos foram um casal de Penacova, que seguia numa viatura, uma criança de 12 anos, também oriunda da Penacova, que viajava com a mãe, e uma mulher de Tondela, que seguia num outro automóvel. Os três adultos foram transportados para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) com escoriações ligeiras, enquanto que a criança deu entrada no Hospital Pediátrico de Coimbra, também com ferimentos ligeiros.

O acidente deu-se pelas 8h30, ao quilómetro 64, junto ao nó de Lorvão, no sentido Viseu-Coimbra. Uma hora depois, apesar do aparato e do número de viaturas envolvidas, o acidente já estava resolvido. Ainda assim, o IP3 esteve, temporariamente, encerrado ao trânsito no sentido Viseu-Coimbra, durante cerca de meia hora, segundo o comandante António Simões. Depois disso, abriu uma faixa à circulação automóvel, o que não foi suficiente para evitar as longas filas de trânsito, algum dele desviado pelo nó da Espinheira.

Para o local, os Bombeiros Voluntários de Penacova deslocaram quatro ambulâncias e a viatura de desencarceramento, que viria a ser utilizada apenas para sinalização. 13 bombeiros da corporação tomaram conta da ocorrência

(Fonte: Penacova Actual)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).