Carregal do Sal: Bombeiros receberam novos equipamentos de proteção individual

0

banco_big2Os Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal receberam hoje os primeiros 95 novos equipamentos de proteção individual que foram desenvolvidos após os incêndios florestais do verão passado, durante os quais morreram dois elementos daquela corporação.

O comandante dos bombeiros de Carregal do Sal, Miguel Ângelo, explicou à agência Lusa que este equipamento de proteção individual cumpre, simultaneamente, as normas de certificação europeia e a ficha técnica n.º 10 da Autoridade Nacional de Proteção Civil (que regulamenta as especificações a que deve obedecer este equipamento).

O novo equipamento — constituído por cogula (capuz utilizado por baixo do capacete), fato, luvas e botas — foi concebido no âmbito de uma parceria entre a corporação de Carregal do Sal e o banco BiG.

“Devido aos trágicos acontecimentos do ano 2013, em que perdemos dois bombeiros, demos mãos no sentido de criarmos algo que ajudasse a proteger melhor os nossos bombeiros”, frisou o comandante.

Miguel Ângelo contou que foi então constituído um grupo de trabalho que procurou saber “o que existia em termos europeus e o que era necessário em Portugal”.

“Começámos a construir o equipamento de acordo com as necessidades de quem o utiliza, que são os bombeiros, e com aquilo que eles gostariam de ver protegido, analisando as suas fragilidades”, explicou.

Os equipamentos foram feitos por uma empresa de Vila Nova de Famalicão, a OnWork, que está vocacionada para o desenvolvimento de substratos têxteis que permitem novas utilizações e funcionalidades do vestuário de trabalho.

Na opinião de Miguel Ângelo, foi fundamental conciliar o conhecimento da OnWork no mercado do setor têxtil e na confeção de equipamentos de segurança individual para outros fins “com os objetivos claros de cumprimento da certificação e normalização de um equipamento especial para os bombeiros”.

Segundo o comandante, foi conseguido “um produto muito mais barato e muito melhor do que o que se encontrava disponível no mercado”, sendo possível “equipar um bombeiro com 500 euros”.

Este projeto foi apresentado à Liga dos Bombeiros Portugueses e ao diretor nacional de bombeiros da Autoridade Nacional de Proteção Civil com o objetivo de compatibilizar toda a investigação que estava a ser feita para criar um produto à medida das necessidades dos seus utilizadores com a regulamentação para este tipo de equipamentos que estava a ser criada.

Com a publicação da ficha técnica n.º 10 pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, que incluiu sugestões dos responsáveis dos bombeiros de Carregal do Sal, o projeto entrou então na fase de produção do equipamento.

“Para termos o absoluto controlo do processo, foi assegurado desde logo que toda a confeção do fato iria ser em Portugal, tal como a sua certificação, que iria ser efetuada no CITEVE”, explicou Miguel Ângelo.

Depois de criado o novo equipamento, o banco BiG decidiu, com o apoio da Liga dos Bombeiros Portugueses, lançar hoje a campanha “Vamos proteger quem nos protege”, com o objetivo de recolher fundos para equipar o maior número possível de bombeiros voluntários do país.

Desta forma, os portugueses podem contribuir com donativos na conta 0061 0050 0057 2997 5002 1, comprometendo-se o banco a dobrar o seu valor global até 500 mil euros.

Fonte: Notícias ao Minuto

 




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.