Câmara de Nisa tem plano municipal de defesa contra incêndios devidamente aprovado

0

1205-VFCI4-nisa

NISA – Resultante de um trabalho desencadeado pela Câmara Municipal, o concelho de Nisa dispõe desde 28 de janeiro de um Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) devidamente aprovado pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Sendo um documento obrigatório, conforme estabelece a legislação, o Município de Nisa desencadeou todos os esforços no sentido de elaborar o PDMDFCI submetendo-o a análise e aprovação por parte do ICNF.

O Plano Municipal de Defesa da Floresta (PMDFCI) de Nisa, cuja elaboração foi da responsabilidade da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios tem como principal objectivo a identificação dos riscos e ameaças que os incêndios florestais podem representar para as populações e património do Concelho e a conceção de um programa coerente de medidas preventivas e atenuadoras deste tipo de ocorrências.

O plano contém as medidas necessárias à defesa da floresta contra incêndios, prevenção, previsão e planeamento integrado das intervenções das entidades perante a eventual ocorrência de um incêndio florestal e inclui ferramentas essenciais para a sua prossecução como é o caso, entre outras, da cartografia de risco e perigosidade de incêndio, identifica as prioridades de defesa, e apresenta um levantamento da rede de defesa contra incêndios e respetivas faixas de gestão de combustível.

Refira-se que a aprovação do PMDFCI de Nisa permite, durante o período da sua vigência – 5 anos -, que a Câmara Municipal tenha acesso a subsídios e benefícios do Estado, que de outra forma lhe eram vedados, e ao financiamento do Gabinete Técnico Florestal e da Equipa de Sapadores Florestais.

(Fonte: local.pt)




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.