Calor e vento causam “reativações fortes” em Ponte de Lima

0

incendio florestal mangualdeO responsável da Proteção Civil distrital disse à Lusa que as condições climatéricas provocaram hoje “algumas reativações fortes em todo o perímetro” do incêndio em floresta que deflagrou na quinta-feira à tarde na freguesia de Cabração, em Ponte Lima.

“Era uma situação esperada. O calor e o vento que se fazem sentir provocaram algumas reativações fortes mas temos os meios posicionados”, afirmou o segundo comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), Robalo Simões.

No combate às chamas estão envolvidos um helicóptero bombardeiro, 255 operacionais, apoiados por 52 veículos.

Robalo Simões adiantou que aquelas reativações se fazem sentir no lugar de Trogal, em São Pedro d`Arcos e no Bike Park em Estorãos e Cabração.

O fogo deflagrou às 14:33 de quinta-feira em Escusa, Cabração e Moreira do Lima, concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.

Robalo Simões adiantou que no local estão várias corporações do distrito, do Porto, Aveiro e Braga, esperando o reforço de dois pelotões de militares para ajudar no combate.

O incêndio deflagrou numa zona próxima daquela onde hoje passaria o Rali de Portugal, chegando a ter três frentes ativas.

A segunda classificativa do Rali foi hoje neutralizada após a passagem dos primeiros 32 carros, devido a um foco deste incêndio no quilómetro 12, informou a organização.

RTP

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.