Buscas para encontrar pescador desaparecido na Barra do Douro retomadas

0

O homem praticava pesca lúdica, acompanhado de um irmão, quando cerca das 4.45 horas da madrugada de domingo foi surpreendido por uma onda que o arrastou para o mar.

imagem ilustrativaDe acordo com a mesma fonte, as buscas tiveram início pelas 8.30 horas, com uma embarcação do Instituto dos Socorros a Náufragos (ISN) na zona onde ocorreu o acidente, contudo sem que esta saía da barra, uma vez que as condições do mar não oferecem segurança.

“Há um aviso 6 devido a ventes fortes e às condições do mar, que se alteraram, e, por isso, a embarcação com que se vão iniciar as buscas não vai sair da barra”, disse a mesma fonte.

Além da embarcação do ISN, vão ser feitos patrulhamentos a pé pela zona.

Domingo, em declarações à Lusa, o oficial adjunto da Capitania do Porto do Douro, José Matos, explicou que o acidente ocorreu numa zona que, na sequência de um aviso meteorológico, tinha sido vedada com uma fita para impedir a passagem das pessoas.

Os dois homens não terão respeitado esse sinal e terão ultrapassado a barreira, adiantou a fonte.

As buscas efetuadas ao longo de todo o dia de domingo envolveram um helicóptero da Força Aérea e duas embarcações salva vidas.

Fonte jn.pt




Sobre quem enviou a noticia

Ângelo Santos

Ângelo Santos

E natural do Porto e criado em Gondomar, assume-se como um “tripeiro de gema” pela forte influência e proximidade à cidade do Porto. Nasceu praticamente no seio dos bombeiros derivado à presença de familiares nas fileiras, onde de perto acompanhou a sua evolução e ganhou gosto pela causa. Integra na atualidade o corpo de bombeiros de Valbom no Concelho de Gondomar, onde exerce funções de bombeiro de 2º, com vínculo profissional de Operador de Comunicações. Fez ainda parte do projeto bombeirosdeportugal.com.