Braga: Carro dos bombeiros retido por pino

0

O carro de combate a incêndios, dos Sapadores de Braga, esteve, este sábado, retido 20 minutos, devido a avaria no sistema de acesso ao centro histórico da cidade.

municipais de bragaEram 11.40 horas quando o carro dos bombeiros se aproximou do pino que impede a circulação automóvel na rua Eça de Queirós, paralela ao Jardim de Santa Bárbara.

Apesar dos insistentes telefonemas para a central, o sistema não validava a passagem da viatura e não restou outra solução que avançar por outro acesso à rua do Souto. O alerta partira do número 92 desta rua pedonal, numa loja de roupa, onde o cheiro a queimado alarmou os funcionários.

“Se estivesse a arder, já tinha sido consumida a rua toda”, diziam transeuntes que assistiram a toda a situação.

Há anos que o acesso às ruas do centro histórico estão condicionadas a cargas e descargas e moradores. Para aceder é necessário estar validado no sistema informático da Polícia Municipal. Através de uma chamada telefónica para a central, o sistema é ativado, permitindo a passagem. Apesar do livre acesso a todas as ruas, os bombeiros viram-se retidos, alegadamente, devido à avaria dom pino existente no topo da Praça do Município.

(Fonte: jn.pt)

About author

Ângelo Santos

Ângelo Santos

E natural do Porto e criado em Gondomar, assume-se como um “tripeiro de gema” pela forte influência e proximidade à cidade do Porto. Nasceu praticamente no seio dos bombeiros derivado à presença de familiares nas fileiras, onde de perto acompanhou a sua evolução e ganhou gosto pela causa. Integra na atualidade o corpo de bombeiros de Valbom no Concelho de Gondomar, onde exerce funções de bombeiro de 2º, com vínculo profissional de Operador de Comunicações. Fez ainda parte do projeto bombeirosdeportugal.com.