Bombeiros vão ter melhor seguro de acidentes pessoais

0

jaime marta soaresDe acordo com o presidente da Liga dos Bombeiros, a portaria nº123/2014, publicada esta quinta-feira, “melhora substancialmente” as condições das apólices, quer nos montantes contemplados, quer na sua abrangência.

De acordo com uma portaria hoje publicada em “Diário da República”, o Governo aumenta o valor do seguro contra acidentes pessoais dos bombeiros profissionais e voluntários, alargando também as categorias abrangidas.

No que aos montantes diz respeito, o seguro de acidentes pessoais sobe para uma indemnização igual a 250 vezes o salário mínimo nacional em caso de morte ou invalidez permanente (na portaria anterior, de 2009, era igual a 225 vezes) e considera um valor até ao montante equivalente a 100 vezes o salário mínimo para despesas de tratamento e medicamentos (eram 20 vezes, mais dez, nos casos em que se revelasse necessário).

Em caso de incapacidade temporária parcial ou total, o pagamento será de até 0,15 vezes o salário mínimo nacional, por dia.

Além dos elementos do quadro de comando e do quadro ativo e os membros dos órgãos executivos das Associações Humanitárias de Bombeiros e da Liga dos Bombeiros Portugueses, passam a estar incluídos “os estagiários durante o período probatório em contexto de trabalho”, os elementos dos quadros de reserva e de honra, infantes e cadetes.

“Este diploma vem melhorar substancialmente as condições mínimas das apólices, há que reconhecer”, comentou ao Expresso o presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares.

O diploma hoje publicado e que sexta-feira entra em vigor, atribui aos municípios os encargos do seguro e inclui apenas os bombeiros que estiverem registados no Recenseamento Nacional dos Bombeiros Portugueses – atualmente são cerca de 30 mil no ativo, segundo Jaime Marta Soares, “entre 60 e 62 mil no total, se se considerarem os que estão nos quadros de reserva e de honra, por exemplo”.

(Fonte: Expresso)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).