Bombeiros profissionais ameaçam com uma greve nacional

0

ANBPParticipantes do congresso da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais pediram demissão da ministra da Administração Interna.

Com a época dos incêndios a aproximar-se, a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) ameaçou neste domingo que está disposta a avançar para uma greve nacional, se a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, persistir em não se encontrar com os representantes do sector e a ouvir o que têm a dizer.

Num comunicado enviado à comunicação social no final de congresso nacional de bombeiros profissionais, que reuniu mais de 200 elementos em Lisboa, a ANBP especifica que uma greve nacional do sector paralisará os bombeiros sapadores, municipais e profissionais das associações humanitárias, ou seja, frisa, “aqueles que todos os dias arriscam a vida no socorro à população e que a ministra não ouve nem reconhece”.

Foi este o motivo alegado para o pedido de demissão da ministra, aprovado por unanimidade pelos participantes do congresso. Segundo a ANBP, a actual responsável pela pasta da Administração Interna também “não aplicou o que foi acordado pelo ex-ministro [Miguel Macedo], que se comprometeu a publicar um novo estatuto profissional” dos bombeiros, “não aprovou o desbloqueamento das carreiras”, nem reconheceu a sua actividade “como profissão de risco de desgaste rápido”.

Estas são algumas das razões de queixa da ANBP, que também acusa os secretários de Estado da Administração Local e da Administração Pública de não terem produzido nenhuma legislação para o sector durante os últimos quatros de Governo. É urgente que seja definido o financiamento para as Câmaras Municipais no que respeita aos bombeiros sapadores e municipais”, frisa a ANBP, para acrescentar que as autarquias “não podem colocar em causa a segurança dos seus munícipes”.

“Perante esta inércia do Governo temos obrigatoriamente que responsabilizar o primeiro-ministro pela falta de segurança que existe nos maiores municípios portugueses, que são aqueles que possuem a maior fatia da população portuguesa e que possuem bombeiros sapadores e municipais”, acusa a ANBP, que chama a atenção para o facto de existir “um enorme falta de efectivos para a prestação plena de socorro”.

(Fonte: Público)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).