Bombeiros desconhecem possibilidade de activar helicópteros Kamov em emergências

1

KamovPresidente da Liga dos Bombeiros Portugueses não recebeu comunicado da Protecção Civil que explica paragem dos cinco helicópteros de combate a fogos.

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) desconhece que, mesmo parados, os helicópteros Kamov podem ser accionados para o combate a incêndios.

Jaime Marta Soares, presidente da liga, manifestou à Renascença a sua apreensão. “Nenhum está em condições de avançar para o combate aos incêndios. É uma situação preocupante.”

“Questionei isso mais que uma vez, no briefing semanal, e não me avisaram [o que acontece] se for necessário numa emergência. O responsável máximo por isso é que saberá dizer. Não me foi comunicado”, afirma ainda Jaime Marta Soares.

O responsável desconhece o que foi afirmado na sexta-feira em comunicado pela Autoridade Nacional de Protecção Civil, a propósito dos helicópteros Kamov, que explicou que estes aparelhos estão num processo de mudança da entidade responsável pela sua operação e manutenção.

O processo é delicado e implica, por vezes, a paragem das aeronaves para verificações técnicas.
A Protecção Civil garante, contudo, que os helicópteros estão disponíveis para actuar em caso de necessidade e mediante uma análise cuidada.

Acrescenta que um dos helicópteros Kamov vai integrar o dispositivo no início da próxima semana, e mais dois até final da semana.

Na fase Charlie do dispositivo de combate a incêndios florestais, que começa a 1 de Julho, estarão disponíveis os cinco helicópteros Kamov.

(Fonte: RR)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).