Bombeiros da Guarda criam gabinete para facilitar acesso a fundos comunitários

0
Foto de Paulo Prata - Notícias de Gouveia

Foto de Paulo Prata – Notícias de Gouveia

O presidente da Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda (FBDG), Paulo Amaral, anunciou hoje a criação de um gabinete com o objetivo de ajudar as associações nos processos de candidatura a fundos comunitários.

“A Federação vai assumir esse desiderato de ter, efetivamente, dentro da sua associação, competências para auxiliar todas as associações nas candidaturas transversais em programas de apoio aos bombeiros”, disse à agência Lusa o presidente da FDBG.

O responsável indicou que o gabinete funcionará a partir do mês de fevereiro, com a colaboração de pessoas especializadas na área, que já colaboraram anteriormente com as associações em candidaturas a fundos comunitários.

O novo serviço permitirá “dar todo o apoio, toda a logística” para “desbravamento” das situações relacionadas com o acesso a financiamentos.

“Porque, hoje, ler avisos dos quadros comunitários, ou [é um trabalho feito por] alguém que saiba muito, ou então isto é uma confusão que ninguém se entende e, mais a mais, os presidentes das associações nem sequer são [estão] a tempo inteiro, portanto, têm mais dificuldade”, justificou Paulo Amaral.

A ideia da FBDG é agilizar os processos para que os corpos de bombeiros possam aproveitar as verbas comunitárias do Portugal 2020 e concretizar projetos, alguns urgentes, como é o caso da construção dos novos quartéis dos bombeiros de Famalicão da Serra (Guarda) e Sabugal.

No caso do Sabugal, o projeto de construção do novo quartel custa cerca de um milhão de euros e o de Famalicão da Serra está orçado em 775 mil euros, segundo os seus dirigentes.

“É uma coisa que nos preocupa. Nós estaremos sempre na primeira linha para ajudar no próximo Quadro Comunitário a envidar todos os esforços no sentido de que as associações [humanitárias] tenham esses quartéis”, assegurou o dirigente, referindo que o caso de Famalicão da Serra é o “mais problemático” e “desumano”.

Acrescentou que as associações de bombeiros do distrito da Guarda “contam sempre com a Federação para ser a primeira linha no apoio e na reivindicação e na majoração que ela possa dar no sentido de influenciar positivamente” para que o distrito fique com a rede de novos quartéis “completa”.

Para além da construção dos novos edifícios, Paulo Amaral lembrou que estão abertas candidaturas de avisos a verbas europeias na modalidade da eficiência energética (para melhorar a eficiência energética dos edifícios dos quartéis) e que em breve abrirá o aviso de candidaturas para aquisição de novas viaturas para os corpos de bombeiros.

A FBDG tem 23 associações filiadas, sendo a mais recente a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Famalicão da Serra, no concelho da Guarda, que foi criada em 03 de julho de 2007, sucedendo à Secção Destacada dos Bombeiros de Gonçalo.

LUSA

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.