Bombeiros agraciados após parto

0

foto Pedro Noel da Luz (CM)Criança nasceu antes do tempo na banheira.

Rosie tem agora três meses e pesa 3,700 kg. A bebé, que nasceu prematura em casa, foi ontem com os pais – o casal inglês Christopher Whitman e Leigh Davies, residente em Budens – ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo (BVVB) para agradecer à equipa que a ajudou a nascer na banheira. Rosie e os pais também levaram prendas.

“Senti dores e fui tomar banho. A Rosie nasceu na banheira e os bombeiros é que cortaram o cordão umbilical”, recordou a mãe, de 43 anos, ao CM. “Foi uma grande emoção”, referiu o pai de Rosie, de 52 anos, que entende que “a ação dos bombeiros foi essencial”. Rosie nasceu com apenas 33 semanas de gestação. “Pesava 1,600 kg e cabia-me na mão. Era mesmo muito pequenina. Fizemos a desobstrução da via aérea, o aquecimento e eu cortei o cordão”, recordou ao CM Sónia Prata. Este foi já o 9º parto a que assistiu, mas não esquece “a emoção”. Para Filipe Pires, o outro ‘parteiro’, o nascimento de Rosie “foi uma experiência única”, porque “foi a primeira vez”.

Uma vez concluído o parto, os dois bombeiros transportaram a mãe e a bebé, numa ambulância, para o hospital de Portimão. “Ela ia ao colo da mãe, com os olhos abertos e a mexer as mãos”, recordou a bombeira Sónia. Rosie ficou internada e só saiu do hospital há 10 semanas, mas “está bem”, frisaram os pais.

(fonte:cmjornal.xl.pt)




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.