Bombeiro queimado no fogo em Castro Verde recebe alta hospitalar

0

Carlos Heleno estava internado há mais de um mês. Um outro operacional morreu na sequência do mesmo incêndio.

Carlos Heleno, o bombeiro da corporação de Cuba que ficou ferido durante o combate a um incêndio em Castro Verde, a 13 de julho deste ano, recebeu esta quarta-feira de manhã alta do hospital Santa Maria, em Lisboa.

Os Bombeiros de Cuba, corporação à qual pertence, foram buscá-lo ao hospital. Carlos deslocou-se pelo próprio pé do hospital até a ambulância, estando muito “otimista” e “bem disposto”. O operacional, que chegou a estar em coma, esteve internado durante mais de um mês e meio.

Ainda durante o fogo de grandes dimensões, que deflagrou em áreas de mato e seara em Lagoa da Mó perto de Casével, um bombeiro ficou ferido no combate às chamas, tendo falecido a 30 de julho numa unidade hospitalar em Lisboa.

Carlos Carvalho, de 40 anos, apresentava queimaduras de 2º e 3º graus e acabou por não resistir aos ferimentos.

O fogo chegou a mobilizar mais de 160 operacionais apoiados por 60 veículos e provocou ainda ferimentos em mais três bombeiros de Cuba, Castro Verde e Ferreira do Alentejo.

Fonte: Correio da Manha

About author

Paulo Reis

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt