Bombeiro morreu quando socorria rapaz

1

Um bombeiro da corporação de Fornos de Algodres morreu esta quarta-feira, vítima de doença súbita, quando socorria um rapaz de 12 anos que sofreu uma queda na escola.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda referiu que o bombeiro, com 38 anos, faleceu, pelas 13.30 horas, quando se dirigia para a Escola EB 2+3 de Fornos de Algodres para prestar assistência ao aluno que “caiu no corrimão” de uma escadaria do estabelecimento de ensino e sofreu ferimentos graves.

Já um elemento do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda referiu que o bombeiro, pertencente à corporação de Voluntários de Fornos de Algodres, “caiu para o lado, quando se baixou para abordar a vítima”.

Pelas 15.00 horas, um helicóptero do INEM encontrava-se estacionado no campo de futebol de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, para transportar o rapaz de 12 anos para os hospitais de Coimbra, indicou o CDOS.

A fonte referiu ainda que no local estavam, para além do helicóptero, 12 operacionais e quatro veículos dos bombeiros e da GNR e uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

Fonte – Jn.pt




Sobre quem enviou a noticia

Ângelo Santos

Ângelo Santos

E natural do Porto e criado em Gondomar, assume-se como um “tripeiro de gema” pela forte influência e proximidade à cidade do Porto. Nasceu praticamente no seio dos bombeiros derivado à presença de familiares nas fileiras, onde de perto acompanhou a sua evolução e ganhou gosto pela causa. Integra na atualidade o corpo de bombeiros de Valbom no Concelho de Gondomar, onde exerce funções de bombeiro de 2º, com vínculo profissional de Operador de Comunicações. Fez ainda parte do projeto bombeirosdeportugal.com.