Bombeiro ferido no combate às chamas na Guarda

0

Sofreu queimaduras de 2º. grau. Fogo ameaça aldeias.
Um bombeiro ficou ferido, esta quarta-feira, no combate às chamas no incêndio que lavra no distrito da Guarda. O operacional sofreu queimaduras de segundo grau no corpo e nas vias respiratórias.

O homem, transportado em estado grave, já está a ser tratado no hospital.  Chamas ameaçam aldeias O incêndio florestal que deflagrou ao início da tarde desta quarta-feira, na Guarda está a aproximar-se de casas nas aldeias da Guarda.

O troço do antigo IP5 (Itinerário Complementar N.º 5) entre Porto da Carne e Alvendre, no concelho da Guarda, foi cortado ao trânsito devido ao incêndio, disse à agência Lusa fonte da GNR. Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda adiantou à Lusa, pelas 17h30, que aquele troço rodoviário estava cortado há cerca de uma hora devido ao fogo que começou pelas 14h31 na zona de Lageosa do Mondego, no concelho de Celorico da Beira.

“O fogo está a progredir e pode vir a haver necessidade de se cortar também a A25 [autoestrada que faz a ligação Aveiro -Vilar Formoso]”, vaticinou a fonte.

Mais de 100 bombeiros combatem o incêndio florestal Fernão Joanes, no distrito da Guarda. O incêndio teve início às 13h44.

CM

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda.
Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe.
É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.