Barcelos: Choque com autocarro fez nove ‘feridos’

0
Îmagem Ilustrativa

Îmagem Ilustrativa

Nove pessoas ficaram ‘feridas’ ontem à tarde, pelas 17 horas, devido a um choque entre um autocarro e três viaturas ligeiras, ocorrido na estrada que liga Barcelos à Póvoa de Varzim, na freguesia de Vila Sêca. Seis das ‘vítimas’ vajam no autocarro e as outras três nos automóveis.

Dois dos ‘automobilistas’ tiveram de ser desencarcerados.
No local estiveram 55 elementos das corporações de bombeiros de Barcelos, Barcelinhos, Viatodos, e das delegações da Cruz Vermelha de Macieira de Rates, Campo e Aldreu, apoiados por 21 viaturas. A Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Barcelos também esteve no local, assim como duas patrulhas da GNR de Barcelos, que procederam ao corte do trânsito nos dois sentidos. Um dos bombeiros sentiu-se indisposto (possivelmente devido ao calor)e acabou por ser assistido pelos colegas no local. O simulacro de acidente rodoviário serviu para testar a aplicação do Plano Municipal de Protecção Civil.
“O Plano de Protecção Civil obriga à realização de simulacros para as pessoas aprenderem com a simulação da realidade. Um acidente como este pode envolver muitos meios que precisam de ser coordenados”, disse o vereador da Protecção Civil na Câmara Municipal de Barcelos.
Carlos Brito apontou, ainda, que em exercícios do género, “há sempre coisas que faltam”, como por exemplo, a “preocupação com os equipamentos de protecção individual” para os bombeiros. Ainda assim, Carlos Brito defendeu que os bombeiros barcelenses “estão razoavelmente bem equipados.”
Licínio Santos, comandante operacional municipal, salientou que o simulacro “superou as expectativas” tendo os meios de socorro “respondido com rapidez. Quem aprecia de fora, parece que se demora muito tempo no socorro, mas há a imperiosa necessidade de estabilizar as vítimas e isso demora o seu tempo”, esclareceu o comandante operacional municipal da Protecção Civil.
Licínio Santos sugeriu que em ocasiões idênticas possa haver uma pessoa que vá explicando as operações a quem está a assistir.
De referir que entre os populares que estavam a assistir ao exercício, estavam 40 crianças do ATL da Casa do Povo de Milhazes, em Barcelos.
Sobre a questão dos equipamentos o responsável operacional da Protecção Civil adiantou que todos os bombeiros estavam “equipados a rigor”.

(Fonte: Correio do Minho)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).