Banda dos bombeiros de Torres Vedras vence Concurso Internacional de Bandas

0

banda bombeiros torres vedrasA comitiva torriense saltou de alegria assim que ouviu a banda da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras (AHBVTV) ser declarada vencedora do I Certamen Internacional de Bandas de Música Armónico de Zamora (Espanha).

De 25 a 27 de julho último decorreu o concurso com a participação de diversas bandas de Espanha e Portugal, com desfiles pela cidade de Zamora e concertos no recuperado e bonito Teatro Ramos Carrión. Nesses concertos cada banda interpretou três obras, uma de aquecimento, uma de cariz obrigatório e outra à sua escolha.
A banda dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, sob a direção do maestro Rui Silva, começou a sua participação com um desfile no dia 26, onde a interpretação de “Celebration” encheu as ruas da cidade de boa música e entusiasmo, como que antecipando tudo o que de bom viria no concerto do final dessa tarde, já a contar para o concurso. Ali celebrava-se a música, o companheirismo, a amizade e o trabalho que foi feito nas duas semanas anteriores e que se encontrava espelhado em qualidade e dedicação.
Passava pouco das 19 horas quando a banda torriense subiu ao palco para, finalmente, poder mostrar tudo o que havia sido ensaiado.
Cada elemento sabia bem o que fazer, cada um estava preparado para dar o seu contributo ao grupo, na busca da harmonia e qualidade necessárias.
O concerto correu muito bem. O trabalho realizado, principalmente nas últimas duas semanas, dera os seus frutos. Foi opinião geral que a banda de Torres Vedras apresentou um trabalho irrepreensível, numa atitude exemplar e um rigor bem visíveis.
A banda interpretou “Gammatique” de Gerard H. Boedijn como peça de aquecimento, a qual serviu para testar a acústica da sala e acertar a afinação. A seguir veio a peça obrigatória “Firework” de Thomas Doss, numa interpretação com muita qualidade, de onde veio ao de cima o talento dos músicos torrienses.
Por último a banda exibiu “The Second Dawning” de James L. Hosay, uma escolha do próprio maestro Rui Silva, que foi aplaudida entusiasticamente pelo público que enchia o Teatro Ramos Carrión. De referir que, nesse tipo de eventos, só a peça de aquecimento não é avaliada pelo júri.
No final a banda da AHBVTV obteve uma pontuação de 561 pontos, em 600 possíveis, depois do conceituado júri composto por Johann Moesenbichler, Délio Gonçalves e Inma Shara ter reunido no final das atuações de todas as bandas e dado a sua avaliação.
A participação da banda contou com o apoio da Câmara Municipal, da União de Freguesias de Torres Vedras e das empresas A3, Águas do Vimeiro e Modular Studio.

(Fonte: Badaladas/ BV Torres Vedras)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).