Atentado no complexo do ministério da Defesa do Iémen fez 59 mortos

0
Ataque coordenado iniciou-se com a explosão de uma viatura armadilhada, conduzida por um suicida

Ataque coordenado iniciou-se com a explosão de uma viatura armadilhada, conduzida por um suicida (Foto AFP)

Pelo menos 59 pessoas foram mortas e 167 feridas no atentado suicida com viatura armadilhada e na posterior troca de tiros ocorrida no Ministério da Defesa do Iémen, referiu o comité supremo de segurança do país.

Entre os mortos incluem-se dois médicos alemães e dois vietnamitas, duas enfermeiras filipinas, uma iemenita e uma outra da Índia, referiu o organismo oficial citado pela agência estatal Saba.

O juiz Abdel Yalil Nuam, que integrava o Congresso do Diálogo Nacional, e a sua mulher também se incluem entre as vítimas.

Segundo fontes médicas citadas pela agência noticiosa Efe, sete dos atacantes também perderam a vida.

“Tenho o triste dever de vos anunciar que dois cidadãos alemães perderam a vida durante os ataques terroristas em Sanaa, capital do Iémen”, declarou, em comunicado, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Guido Westerwelle.

“Os dois cidadãos alemães colaboravam com a ‘Sociedade alemã de cooperação internacional’ (GIZ)”, uma empresa dependente do ministério da Cooperação alemão.

Fonte: JN




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.