ANPC: Portugueses ajudam vítimas do tufão Haiyan nas Filipinas

0
04dez2012---foto-fornecida-pela-nasa-e-feita-a-partir-da-estacao-espacial-internacional-mostra-o-tufao-bopha-se-movendo-em-direcao-as-filipinas-1354637014379_956x500Portugal disponibilizou hoje um perito para equipa europeia que vai avançar para as Filipinas, na ajuda às vitimas do furacão Haiyan. Já no terreno, a caminho da ilha de Leyte, estão dois voluntários da AMI.

O adjunto do Comando Nacional da Proteção Civil, Miguel Cruz, foi o nome indicado para integrar a equipa de peritos da União Europeia (UE), que já está a ser constituída, no âmbito de um apelo do mecanismo europeu de proteção civil.

Até às 15:00, os países europeus têm de manifestar a disponibilidade para participarem neste esforço para ajudar as Filipinas.

A equipa de peritos deverá incluir seis a oito pessoas, integrando ainda elementos da Alemanha e da Noruega, pelo menos.

Entretanto, já no arquipélago e a caminho da ilha de Leyte, a mais afetada pela passagem do tufão Haiyan na sexta-feira, estão dois voluntários portugueses da AMI para uma missão exploratória.

Sofia Costa, uma das voluntárias, contou à TSF que, para já, o objetivo da AMI é chegar ao terreno afetado e perceber de que forma vão poder ajudar.

O objetivo da equipa da AMI era chegar à ilha de Leyte ainda hoje. Um objetivo que não vai ser cumprido, pois as autoridades acionaram mais uma alerta de tufão que impede as ligações marítimas entre as ilhas. Em Leyte, os últimos dados apontam para 619 mil desalojados.

Sofia Costa disse ainda à TSF que espera encontrar «um cenário de grande tensão», uma grande confusão e sabe que há muitas pessoas que não querem regressar às suas aldeias, com receio do cenário que vão encontrar.

(Fonte: TSF)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).