Açores trabalham para facilitar o trabalho dos bombeiros

0

mau tempo AçoresO secretário regional da Saúde dos Açores revelou hoje que o executivo açoriano vai aumentar a capacidade de resposta em caso de catástrofe, ao abrigo do novo Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020.

“O Governo dos Açores demonstrou à União Europeia a importância do investimento realizado até agora e, por isso, no próximo Quadro Comunitário Europeu será dada especial importância aos eixos especificamente destinados a aumentar a capacidade de resposta em situações de catástrofes”, especificou Luís Cabral, em Angra do Heroísmo, na cerimónia comemorativa do Dia de Nossa Senhora da Conceição.

De acordo com o titular da pasta da Saúde, para 2014 “está prevista a aquisição de compressores tácticos, grupos motobombas destinados à protecção das áreas urbanas, equipamento de busca e resgate em estruturas colapsadas, veículos todo-o-terreno para áreas de incêndios rurais e para apoio em áreas onde a orografia do terreno assim o exige”.

“Até 2020, através dos programas comunitários, será possível realizar obras para a estabilização das zonas costeiras, a regularização, reperfilamento e desobstrução de ribeiras, limpeza e requalificação das bacias de retenção, requalificação de frentes e núcleos urbanos degradados e remoção de estruturas localizadas em zonas de domínio público marítimo”, frisou o secretário regional da Saúde.

“São investimentos de grande relevância para melhorar as condições em zonas problemáticas e assim dar maior protecção às populações que vivem nessas localidades, facilitando também o trabalho das corporações de bombeiros”, declarou Luís Cabral.

Luís Cabral revelou que, visando “reforçar a capacidade financeira” das associações humanitárias e “garantir uma gestão equilibrada das suas contas”, o Governo dos Açores, autarquias e população vão promover uma campanha de sensibilização, no início de 2014, pedindo aos munícipes de cada concelho que lembrem dos seus bombeiros aquando da entrega do IRS, consignando-os parte do imposto.

(Fonte: Sol)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).