Açores: Bombeiros da Povoação com dívida de 300 mil euros

0

formaturaO Governo dos Açores orçamentou 580 mil euros em 2015 para a construção do novo quartel dos bombeiros da Povoação, mas o presidente da direção diz que preferia ver resolvido o problema dos 300 mil euros de dívida da corporação.

“Se me perguntassem antecipadamente se preferia 500 mil euros para fazer as obras ou para regularizar a dívida eu não hesitaria um minuto”, disse Aurélio Bento à agência Lusa, admitindo que os bombeiros da Povoação, na ilha de São Miguel, nos Açores, estão a atravessar dificuldades financeiras.

Aurélio Bento espera, ainda assim, resolver o problema da dívida antes do fim da obra o quartel.

“Espero que continue a haver colaboração das várias entidades e que no dia da inauguração do novo quartel possamos também dizer que as dívidas estão praticamente saldadas”, disse.

À frente da direção dos bombeiros da Povoação há quatro anos, Aurélio Bento afirma que desde então que tem sido feito um esforço para não aumentar uma dívida que na altura já se cifrava nos 300 mil euros.

“Herdámos à volta de 300 mil, continuamos a dever 300 mil, se bem que muito já foi pago. Estes 300 mil são também fruto de juros de mora que as instituições cobraram, nomeadamente a Galp, a Segurança Social e as Finanças, são esses os nossos maiores credores”, afirmou.

A gasolineira é a maior credora dos Bombeiros Voluntários da Povoação, sendo a dívida, neste caso, de 150 mil euros, mais juros de mora. Segue-se a Segurança Social, com quem a corporação já acordou o pagamento faseado da dívida, estando agora a tentar a mesma solução com as Finanças.

“As nossas fontes de rendimento são escassas. No verão, um ou outro particular que pede para encher a piscina, quando há obras fazemos lavagens de via pública, mas também é raro, e a quotização dos associados é baixa, porque apesar de termos um número considerável de associados muitos esquecem-se e não pagam as quotas”, sublinhou.

Apesar de considerar prioritária a resolução da dívida, o presidente da direção dos Bombeiros da Povoação admite que o novo quartel a ser construído na Lomba do Cavaleiro é necessário para substituir o atual, localizado dentro da vila e construído em 1985, por incapacidade “para acolher todas as viaturas e sem instalações adequadas para o corpo feminino”.

Os Bombeiros Voluntários da Povoação têm cerca de trinta efetivos entre assalariados e voluntários.

Noticias ao Minuto

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.