Acordo entre Câmara e Bombeiros Municipais é ´momento histórico´ para Braga

0

municipais de bragaA Câmara Municipal estabeleceu hoje, dia 10 de Abril de 2014, um Acordo Colectivo de Trabalho com os Bombeiros Sapadores, que formaliza a operacionalidade da Corporação num regime de quatro turnos, passando assim esta Companhia a contar com um banco de horas. Este acordo, estabelecido em diálogo com a Associação Nacional de Bombeiros e com o Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais, permitirá um aumento de efectivos por turno e uma melhor gestão dos mesmos, com serviço permanente durante 24 horas por dia e sete dias por semana.

De acordo com Ricardo Rio, Presidente do Município, a assinatura do acordo, cujos termos vão ao encontro do interesse de todas as estruturas envolvidas, é um ´momento histórico´ para Braga. “Esta é uma aspiração de muitos anos que nunca tinha sido devidamente acautelada nem tida como prioritária”, afirmou, salientando que o entendimento aconteceu porque houve uma disponibilidade de todas as partes para o diálogo.

Sendo este um acordo celebrado entre estruturas, Ricardo Rio destacou o facto de os profissionais terem validado o mesmo. “ É no interesse desses mesmos profissionais, da Protecção Civil, do Concelho e dos munícipes que se celebra este acordo”, garantiu, afirmando que os melhoramentos na organização interna são tão importantes como a aquisição de mais equipamentos.

Também Firmino Marques, Vereador da Protecção Civil, expressou o seu ´enorme agrado´ pela assinatura deste acordo. “Foram muitas horas de trabalho, que envolveu várias pessoas e teve sempre um denominador comum: a vontade de chegar a um entendimento para ultrapassar as diferenças”, afirmou, sublinhando ainda que o Município abriu um concurso público para o cargo de Comandante dos Bombeiros Municipais: “Por motivos pouco compreensíveis, o anterior Executivo deixou os Bombeiros sem Comandante, uma figura imprescindível para a unidade da Corporação”.

Por seu turno, Fernando Curto e Sérgio Carvalho, representantes das estruturas sindicais, salientaram a abertura do Executivo autárquico e a importância deste acordo para melhorar a qualidade da Protecção Civil do Concelho. “Hoje fizemos o que muitos, em muito tempo, não conseguiram. Quero agradecer a preocupação deste Executivo com os problemas dos Bombeiros”, disse Fernando Curto, Presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais.

(Fonte: Local.pt)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).