45 euros por cada 24 horas a combater incêndios. Não há “espaço orçamental” para mais

3

São poucos os avanços do Governo para corresponder às reivindicações da Liga dos Bombeiros.

Os soldados da paz vão continuar a receber a comparticipação de 45 euros por cada 24 horas de combate aos incêndios. Uma “verba exígua para quem tem um esforço tão grande”, diz o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses.

“Foi-nos dito pela senhora ministra que não tem espaço orçamental para ocorrer qualquer aumento de momento”, referiu ainda Jaime Marta Soares à saída da reunião com Constança Urbano, na terça-feira à noite.

Uma outra questão abordada no encontro foi o cartão social de bombeiro. “Foi criado um grupo de trabalho para que, até final de Setembro, apresente uma proposta concreta para a aprovação desse cartão social, que engloba um conjunto de situações de incentivo ao voluntariado”, explicou o presidente da Liga.

Da mesma reunião saiu a criação de um grupo de trabalho para rever a lei de financiamento das corporações, o que revela, na opinião de Jaime Marta Soares, um sinal de abertura nas conversações.

Até 30 de Setembro vai assim ser elaborada uma proposta de revisão da Lei de Financiamento das Associações Humanitárias de Bombeiros e vai ser dado andamento à criação do Cartão Social do Bombeiro.

Fonte: Radio Renascensa




Sobre quem enviou a noticia

Paulo Reis

Paulo Reis

É Natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 18 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde atualmente, apresenta o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Bombeiro de 1ª. É na atualidade responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem da corporação e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com.