Outros Mundos: Chicago Fire FC, o Clube fundado por Bombeiros

0

Quando falamos na cidade de Chicago, nos EUA, talvez o que nos venha logo à memória seja a figura do incontornável Michael Jordan e dos seus Chicago Bulls, equipa da NBA. Contudo, existe outra equipa na cidade que merece tanto ou mais destaque que os Bulls. Falamos dos Chicago Fire FCequipa da liga de futebol americana, MLS – Major Soccer League.

Fundados a 08 de outubro de 1997, os The Fire ou Men in Red  (como costumam ser denominados pelos adeptos), são um verdadeiro hino à solidariedade e entreajuda no seio dos habitantes de Chicago.

E o motivo de tudo isso é o que nos leva a recomendar a leitura deste artigo!

 

Chicago Fire FC: fundados para homenagear a coragem do povo de Chicago

O nome da equipa homenageia o grande incêndio de Chicago (The Great Fire of Chicago) que ocorreu a 1871, o mais famoso da história americana. Um incêndio que tirou cerca de 300 vidas destruiu perto de 17.450 edifícios cobrindo quase 9 quilómetros quadrados e causou mais de 200 milhões de dólares em prejuízos.

NotaFoi um incêndio tão marcante que aproximadamente de um terço da cidade estava em ruínas, e uma proporção igual da população – quase 100.000 pessoas – ficou sem casa.

Fundados por um comité de várias áreas de investimento da cidade, incluindo o Corpo de Bombeiros de Chicago, os Fire estavam decididos a criar um clube que levasse a alma do povo de Chicago a todos os estádios de futebol dos Estados Unidos e homenageasse as milhares de pessoas que combateram e perderam a vida neste grande incêndio.

Dizer ainda que o logotipo dos Fire, usado de 1997 a 2019 (recentemente foi alterado), derivou da Cruz de Saint Florian, um símbolo comum para os bombeiros dos Estados Unidos.

 

O antigo e o novo símbolo.

O impacto no soccer americano: a sirene dos Fire correu por toda a América!

A equipa dos Fire fez a sua estreia na MLS de 1997 em grande estilo: Campeões da MLS Cup e Campeões da US Open Cup. Uma dobradinha que surpreendeu tudo e todos!

Para chegarem a campeões da MLS, os Chicago Fire tiveram de vencer os únicos campeões da até então, os D.C. United. Dois golos na primeira parte bastaram para que os Fire surpreendessem o United e ganhassem título na temporada inaugural.

Já a vitória na US Open Cup aconteceu contra os Columbus Crew. Após um empate a 1 no tempo regulamentar, os Fire ganharam no prolongamento com “golo de ouro” através de Frank Klopas.

Tudo parecia assim caminhar para a glória. Contudo, nem tudo correu como planeado. Depois deste primeiro ano fantástico, o clube só somou mais três títulos ao palmarés e todos na US Open Cup. Ora por azar durante a época, ora por reforços e técnicos pouco assertivos, até à temporada passada, os Fire não conseguiram combater os maiores clubes da MLS.

Apesar disso, nada impediu do clube de crescer fora de campo.

 

Missão: em nome de Chicago!

Apoiados pelo espírito lutador e combatente da população de Chicago, o clube soube crescer e expandir a sua estrutura a outras áreas da sociedade da cidade. Através da Chicago Fire Foundation, lutam para aumentar a qualidade de vida em Chicago e de todas as suas comunidades vizinhas.

Desde 1998 que a Chicago Fire Foundation já melhorou a vida de milhares jovens desfavorecidos, aproveitando os seus recursos e experiência na área do futebol para fornecer programas de desenvolvimento juvenil e serviços diretos para as comunidades mais carentes.

NotaAo longo dos anos já distribuíram perto de 2 milhões de dólares em causas de solidariedade.

Para além disso, continuam sempre muito atentos ao corpo de bombeiros da cidade. Em cada partida em casa é nomeado o “Bombeiro da Partida”. Um prémio para homenagear e reconhecer os bombeiros locais pela sua coragem e sacrifício.

Por este e outros motivos é que que a história do Chicago Fire merece ser enaltecida. Para além de ter a vertente desportiva bem patente, trazem consigo a missão do corpo de bombeiros e o espírito lutador de uma cidade!

Contudo, não acaba no futebol a ligação dos bombeiros com o desporto.

 

Bombeiros e outros desportos

Apesar dos Chicago Fire FC serem talvez o expoente máximo da ligação da profissão com o desporto, principalmente na América, podemos mencionar alguns outros desportos que têm ou tiveram bombeiros nas suas fileiras.

Como é o caso de Erron Kiney, que escolheu o futebol americano e partiu para a NFL (National Football League), a principal liga de futebol americano do mundo, com os Tennessee TitansCory Williams, também americano e um jogador de poker amador que costuma participar em eventos ocasionais (em 2018, ficou conhecido por  participar no WSOP, evento considerado como o Campeonato do Mundo do poker)  como se fosse um verdadeiro profissional da área; Jimmy Watkins, que representou os Estados Unidos na modalidade de ciclismo de velocidade nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012; ou até de Lovie Jung, uma ex-atleta de softbol que pertenceu à seleção principal dos Estados Unidos de softbol e participou nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008.

Quer isto dizer que, os bombeiros também fazem história noutras áreas!

 

(Fonte: Bombeiros.pt e Outros)

 

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda. Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).