Londres: “teatro” causa dezenas de feridos

0

1fnbl3itro_m61fwyy57_fileParte do telhado e de um balcão do Teatro Apollo, no centro de Londres, ruiu durante um espectáculo, fazendo mais de 80 feridos. Pelo menos sete pessoas têm ferimentos graves. Não há notícias de mortes.

Estava em curso uma representação da peça O Estranho Caso do Cão Morto, a adaptação de um romance de Mark Haddon, no teatro de Shaftesbury Avenue, com sala cheia, quando o balcão começou a ranger e caiu, pelas 20h15, ia a peça a meio, segundo contaram testemunhas à BBC.

Os serviços de ambulâncias da cidade disseram ter contabilizado cerca de 81 feridos. Os sete feridos graves foram transportados para um hospital. Os restantes, diz a BBC, estão a ser tratados no teatro Gielgud, que fica próximo. Os serviços de emergência vão permanecer no local durante as próximas horas, com equipas de busca e salvamento.

Todas as pessoas que estavam presas sob os escombros foram entretanto libertadas.

“Acho que toda a parte da frente do balcão do teatro caiu. Inicialmente pensei que fazia parte do espectáculo, foi tudo muito dramático”, contou à Sky News Martin Bostock, que estava dentro do teatro, a assistir à peça.

“Foi o balcão que caiu. E parte da estrutura também se desmoronou”, disse outra pessoa que estava no teatro citada pelo Guardian.

De acordo com os relatos de testemunhas feitos à imprensa britânica, algumas pessoas saíram aos gritos e a chorar do edifício, enquanto outras procuravam amigos e familiares que tinham ficado no interior.

Aquela sala de espectáculos, inaugurada em 1901, tem espaço para 775 pessoas, distribuídas por quatro níveis. O terceiro balcão é considerado o que tem maior inclinação em Londres, diz o Guardian. Mas não se sabe ainda se foi este que ruiu.

 

(Fonte: Público)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).