Jornalista russo provocou incêndio para ter imagens para reportagem

0

incendiosUm repórter russo já admitiu ter ateado um fogo porque queria obter algumas “imagens de apoio” para uma reportagem sobre incêndios florestais.

Mikhail Akinchenko, do Canal 1 russo, foi denunciado por moradores de uma localidade na Sibéria, que o acusaram de atirar uma beata de cigarro acesa para uma zona de mato seco.

Segundo a agência de notícias local Khakassia, o jornalista acabou por confessar à polícia que queria obter algumas “imagens de apoio” para uma reportagem sobre incêndios florestais que mataram 30 pessoas na região.

O Canal 1 confirma o episódio, classifica a atitude do repórter como “negligência” e descreve a situação “numa única palavra”, conforme afirmou o diretor de jornalismo do Canal 1, Kirill Kleimenov, à rádio russa RSN: “idiota”.

Fonte:visao.sapo.pt




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.