Filipinas: Tufão Haiyan pode ter provocado 10 mil mortos

0
Foto de: NASA/SSAI, Hal Pierce.

Foto de: NASA/SSAI, Hal Pierce.

O número de mortos no centro das Filipinas não para de aumentar. O último balanço aponta para dez mil, mas a verdadeira dimensão da catástrofe só vai ser conhecida dentro de dias. A passagem do tufão Haiyan destruiu milhares de casas. Algumas aldeias foram varridas e muitas pessoas continuam à espera de ajuda. A província de Leyte, situada a sudeste de Manila, é uma das mais afetadas. Em Tacloban, e de acordo com as últimas informações, há centenas de cadáveres espalhados pelas ruas e as pilhagens aos centros comerciais e supermercados já começaram. A polícia estima que 80 por cento da população composta por 220 mil habitantes tenha desaparecido.

Chuvas torrenciais e ventos superiores dos 300 quilómetros hora geraram o caos em dezenas de províncias do país. O tufão de categoria cinco que as autoridades filipinas batizaram de Iolanda provocou mais de 300 mil desalojados e afetou mais de quatro milhões de pessoas em apenas dois dias.

O chefe de Estado deslocou-se, entretanto, a Tacloban, uma cidade onde as organizações humanitárias tentam fazer chegar bens de primeira necessidade. Uma tarefa dificultada após a passagem do Haiyan já que o aeroporto ficou neste estado.

(Fonte: euronews)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).