Acidente Air Asia Mais de 40 corpos resgatados do mar

0

avião airasia

As autoridades indonésias encontraram esta terça-feira uma dezena de objetos durante as buscas pelo avião da AirAsia, desaparecido desde domingo. Mais de 40 corpos já foram resgatados do mar. Os objetos foram avistados no mar de Java, em águas indonésias, a cerca de 10 quilómetros do local onde o Airbus 320-200, da Airasia, foi pela última vez detetado na madrugada de domingo.

Mais de 40 corpos já foram resgatados do mar de Java pela agência nacional indonésia de busca e salvamento.Antes, durante a madrugada, as autoridades tinham avistado cerca de uma dezena de objetos, de cor vermelha e branca, a boiarem no mar a cerca de 10 quilómetros do local onde o Airbus 320-200, da Airasia, fora detetado pela última vez, na madrugada de domingo. As autoridades tinham “95% de certezas” que os destroços pertencem ao avião da maior companhia aérea low-costda Ásia.

Bambang Sulistyo, chefe da agência nacional indonésia de busca e salvamento, revelou que 11 mergulhadores já foram enviados para o local. Em Surabaya, a segunda maior cidade do país, onde os familiares dos 162 passageiros se encontram reunidos, as pessoas, escreveu a Associated Press, reagiram com choro e histeria quando a TV One, uma estação de televisão indonésia, mostrou imagens de um corpo a boiar na água do mar.

Perto das 9 horas portuguesas, um avião da Força Aérea indonésiaavistou o que descreveu como “uma sombra” no leito do mar com “o formato de um avião”, revelou Soelistyo, ao falar numa conferência de imprensa realizada ao início da manhã. A profundidade do mar na zona em causa situa-se entre os 25 e os 30 metros, de acordo com a agência France-Presse.

O voo QZ8501 da Airasia, recorde-se, transportava 162 pessoas e desapareceu dos radares às 7h24 (hora portuguesa) de domingo. A TV One, uma estação de televisão indonésia, chegou a mostrar imagens de vários corpos a boiarem na água, perto do local onde também foram avistados os destroços do avião.

Já Djoko Murjatmodjo, chefe da divisão dos transportes aéreos do Ministérios dos Transportes da Indonésia, confirmou que os objetos são vermelhos e brancos — as duas cores principais do logótipo e imagem da Airasia. “Estamos a verificar se correspondem ao avião. São provavelmente parte do corpo da aeronave“, resumiu, citado pela agência Reuters.

Familiares acompanharão buscas na quarta-feira

Também nesta terça-feira — o terceiro dia de buscar aéreas e marítimas — a AirAsia Indonésia revelou que amanhã, quarta-feira, levará os familiares dos passageiros do voo QZ8501 à zona onde decorrem as buscas, que foram esta manhã alargadas para 13 zonas, incluindo algumas áreas terrestres, escreveu a BBC.

Sunu Widyatmoko, diretor executivo da empresa, que falava em conferência de imprensa no Aeroporto Internacional de Juanda, em Surabaia (de onde descolou o avião no domingo, com destino a Singapura), os familiares acreditam que “a sua presença e as suas rezas irão ajudar a equipa de buscas a localizar” a aeronave.

O avião partirá de Surabaia, a uma hora ainda por definir, com familiares e alguns jornalistas, e regressará à maior cidade do leste da ilha indonésia de Java, de onde partiu o aparelho desaparecido, ainda no mesmo dia.

(Fonte: Observador)




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.