25 mortos em incêndio num casamento na Arábia Saudita

0

Pelo menos 25 pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas num incêndio que decorreu dia 30 de Outubro, num casamento na Arábia Saudita, disseram as autoridades à «BBC».

Centenas de pessoas estavam no pátio de uma casa na vila de Ain Badr, na região de Abqaiq, quando o fogo começou.

Segundo os presentes, uma linha de alta tensão caiu e as faíscas que provocou atingiram o fogo-de-artifício.

As autoridades acreditam que a linha de energia tocou uma porta de metal na única saída do pátio, causando a electrocução de muitas vítimas.

A grande maioria dos mortos e feridos são mulheres. De acordo com o chefe da Proteção Civil, Gen Abdullah Khsheiman, uma tenda só para mulheres foi incendiada. 

 Na Arábia Saudita, as mulheres são separadas dos homens nos casamentos, devido às restritas leis de segregação de géneros no reino.

O porta-voz de Proteção Civil, Mohammed al-Ajami, disse que o governador da Província Oriental, o Príncipe Mohammed bin Fahd bin Abdul Aziz, já pediu às autoridades para investigarem o caso.

Segundo a Reuters, as autoridades sauditas baniram o fogo-de-artifício em casamentos. Contudo, esta é uma tradição popular em áreas tribais do reino.

Fonte: TVI24

About author

luis.andrade

luis.andrade

É natural da Guarda e Licenciado em enfermagem, tendo obtido também uma pós-graduação em Urgência e Emergência Hospitalar e uma pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria. Durante a frequência do curso de licenciatura em enfermagem, colaborou, como voluntário, na delegação da Guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Na atualidade exerce a profissão de enfermeiro no Funchal e integra a corporação dos Bombeiros Madeirenses, onde ocupa o posto de subchefe equiparado.